Alumiplex

Vidro Temperado

Sobre o Vidro Temperado

A expressão “vidro tratado termicamente” vem sendo utilizada para descrever o vidro que passou por um forno de têmpera a fim de alterar suas características de resistência a variações térmicas e mecânicas.

Esse processo “reforça” as propriedades do vidro comum (float), fazendo com que obtenha padrões de quebra adequados a aplicações em envidraçamentos de segurança quanto a este aspecto. Por isso, esse tipo de vidro é conhecido também como “vidro reforçado por calor”.

Existem dois tipos de tratamento por calor: o que produz vidros termoendurecidos e o que produz vidros temperados.

O tratamento por calor ocorre da seguinte forma: uma peça de vidro comum é cortada no tamanho desejado, transferida para um forno e aquecida a uma temperatura de cerca de 620º C. Após atingir essa temperatura, a peça é resfriada rapidamente por um sistema que faz com que o ar seja soprado em ambas as superfícies do vidro ao mesmo tempo.

O processo de resfriamento cria um estado de alta compressão nas duas superfícies do vidro, enquanto o núcleo da peça exerce uma tensão compensadora. As características físicas do vidro alteradas, assim, aumentam consideravelmente sua resistência a variações térmicas e mecânicas.

Revestimentos Low-e

O forno de têmpera da GlassecViracon tem capacidade para processar vidros low-e nas espessuras de 4 mm a 10 mm com até 0,04 de emissividade, o que garante baixa reflexão, maior nível de transmissão luminosa e desempenho térmico adequado.

Emissividade é o termo usado para designar o quanto um vidro reflete uma onda longa de energia infravermelha. Quanto mais baixa for a emissividade, menor será a transferência de calor por radiação infravermelha (coeficiente de transmissão térmica, ou Valor U, do vidro).

A emissividade típica do vidro é de 0,89, mas, com os revestimentos low-e, esse índice pode chegar a menos de 0,04.

Vidro Termoendurecido

Vidros termoendurecidos são duas vezes mais resistentes que os vidros comuns da mesma espessura, tipo e tamanho. Em caso de quebra, os fragmentos do vidro termoendurecido apresentarão características similares às do vidro comum, não se desprendendo do vão.

A compressão na superfície de vidros termoendurecidos com espessuras de 6 mm ou menos varia entre 3500 e 7,500 psi. A compressão na superfície de vidros termoendurecidos de 8 mm e de 10 mm varia entre 5,000 e 8,000 psi.

Embora tenham sua rigidez e resistência a tensões e choques térmicos melhoradas, vidros termoendurecidos não atendem aos requisitos para envidraçamento de segurança, conforme especificações da NBR 7199 e NBR 11706. Não devem, portanto, ser usados nesse tipo de aplicação.

Dimensão do Vidro Termoendurecido

Medida Mínima        Medida Padrão Máxima
300mm x 300mm      2100mm x 4200mm

A GlassecViracon oferece vidros termoendurecidos com espessuras a partir de 4 mm.

Estes são os limites de fabricação estabelecidos, que podem ser reduzidos de acordo com a pressão exercida pelo vento e as restrições de processos adicionais ou composições das unidades. O tamanho máximo recomendado dos vidros é de 6,04 m2.

Vidro Temperado

Vidros temperados são cinco vezes mais resistentes que os vidros comuns e duas vezes e meia mais resistentes que vidros termoendurecidos com a mesma espessura, tipo e tamanho. Em caso de ruptura, o vidro temperado se quebrará em pedaços relativamente pequenos, reduzindo as chances de ferimentos e facilitando sua soltura dos caixilhos.
A compressão mínima na superfície de vidros temperados é de 10.000 psi. Vidros temperados atendem aos requisitos de envidraçamento de segurança especificados pela NBR 14698.
Dimensão do Vidro Termoendurecido

Medida Mínima        Medida Padrão Máxima
300mm x 300mm     2100mm x 4200mm

Estes são os limites de fabricação estabelecidos, que podem ser reduzidos de acordo com a pressão exercida pelo vento e as restrições de processos adicionais ou composição das unidades. O tamanho máximo recomendado dos vidros é 6,04 m2.